Como calcular a saúde financeira de uma empresa?

Blog / Financeiro / Como calcular a saúde financeira de uma empresa?
22 de Setembro de 2022
Como calcular a saúde financeira de uma empresa?

O objetivo de todos os negócios passa por garantir que são lucrativos, com uma saúde financeira favorável. Mas o que significa “saúde financeira” e como calcular a saúde financeira de uma empresa? É isso que lhe vamos explicar, acompanhe tudo!

De certeza que já ouviu falar bastante de “lucro”, mas nem tanto de “saúde financeira”. Embora estes dois conceitos estejam relacionados, têm significados distintos, uma vez que uma empresa pode ser lucrativa, embora esteja a decrescer ao nível da saúde financeira, por diferentes motivos, levando a uma possível descida ou inexistência do chamado “lucro”, a longo prazo.

Por outro lado, pode ainda não estar numa fase lucrativa favorável, seja por ainda ser recente no mercado ou por estar dependente de um elevado valor de investimento. Ainda assim, pode ser considerada saudável financeiramente, no sentido de estar no caminho para atingir o lucro desejado.

Estes são apenas alguns exemplos que demonstram a diferença entre estes dois conceitos, e a matriz BCG pode ter um papel fundamental para o ajudar a interpretar este tipo de situações.

O que significa “saúde financeira”?

A saúde financeira de uma empresa, como o próprio nome sugere, relaciona-se com as condições financeiras e orçamentais, que permitem que a empresa possa ter um elevado controlo e faça uma gestão eficiente dos seus capitais, garantindo o cumprimento de todos os seus compromissos e implementando as estratégias necessárias para atingir o sucesso.

Em termos práticos, é fulcrar garantir uma boa saúde financeira, se pretende ter um negócio rentável a longo prazo, que se centre na manutenção e gestão das suas obrigações e possibilite a realização de novos investimentos, que mantenham a empresa competitiva e relevante no mercado.

Vantagens de calcular a saúde financeira

  • Otimização de custos e despesas;

  • Planeamento financeiro eficiente;

  • Identificação de oportunidades em vários mercados;

  • Melhoria contínua do negócio;

  • Possibilidade de receber investimentos por parte de terceiros.

Como calcular a saúde financeira de uma empresa?

É essencial saber como diagnosticar a saúde financeira de uma empresa, embora seja um processo complexo. O mais importante a reter é o facto da saúde financeira depender de um conjunto de indicadores e KPIs, que ajudam a interpretar os resultados obtidos pela empresa.

Esta análise poderá, então, ser baseada em alguns “fatores-chave” que lhe vamos mostrar e o seu objetivo deve passar por entender se existem problemas, em que consistem e a que se devem, de forma a estabelecer estratégias para os superar.

Quais os fatores mais relevantes a considerar?

  • Fluxos de caixa

Os fluxos de caixa representam as entradas e saídas de dinheiro dos cofres da empresa, o que o torna um dos principais indicadores para avaliar a situação financeira da mesma, uma vez que permite identificar possíveis situações de défice financeiro a curto prazo, que se podem estender a longo prazo;

  • Passivo

O passivo de uma empresa diz respeito às obrigações, isto é, às despesas em diferentes fatores, como empréstimos, investimentos da empresa ou outro tipo de dívidas a fornecedores ou ao governo, por exemplo.

É importante que o valor do passivo seja inferior ao dos ativos, de forma a garantir que tem capitais próprios da empresa, que a mantenham em funcionamento e saudável;

  • Liquidez corrente

A liquidez corrente de uma empresa transcreve a capacidade que esta possui para pagar as suas dívidas a curto prazo (passivos circulantes), a partir de receitas futuras. Assim, poderá avaliar possíveis necessidades e antecipar soluções.

Poderá calcular através da seguinte equação:

Liquidez corrente = Ativo circulante / Passivo circulante

Se o resultado for maior que 1, a empresa possui ativos suficientes para pagar as dívidas correntes.

Por outro lado, se o resultado for menor que 1, a empresa não conseguirá cumprir com as suas obrigações, sendo considerada uma situação de alto risco, que pode levar à decisão de encerramento da empresa e/ou à abertura de um processo de insolvência financeira;

  • Ticket ou carrinho médio

O ticket médio ou carrinho médio é um indicador fundamental para avaliar a relação entre o número de vendas e o retorno obtido pelas mesmas.

Posto isto, poderá calculá-lo através da seguinte fórmula:

Ticket médio = Volume de Vendas / Número de Vendas

Este resultado descreve o valor médio que um cliente faz em cada venda e é bastante importante para entender se esse resultado está de acordo com o previsto, se o preço dos seus produtos é adequado ou se deve criar algumas estratégias de melhoria deste fator, incentivando à compra.

Pode fazê-lo, por exemplo, a partir de estratégias de cross-selling ou de pequenas ofertas de entregas gratuitas para compras acima do valor de carrinho médio que pretende alcançar;

  • ROI (Return On Investment)

O ROI é o retorno do investimento realizado pela empresa e é uma métrica utilizada por todas as empresas, de modo a perceber quanto está a ganhar pelo investimento realizado.

Calcula-se pela seguinte fórmula:

ROI = (Receita gerada – Custos) / Custos

Quanto maior for o ROI, maior será o lucro para a empresa;

  • EBITDA & EBIT

Tanto o EBITDA com o EBI são fundamentais para calcular a rentabilidade, eficiência, capacidade de produção, ganhos e perdas do negócio, de forma objetiva, sendo que o EBIT inclui o valor das amortizações e a depreciações, ao contrário do EBITDA.

Saiba mais sobre estes indicadores e quais as suas principais diferenças.

Como pode melhorar a saúde financeira da sua empresa?

  1. Construa uma equipa de profissionais especializados na contabilidade, finanças e controlo de gestão da sua empresa;

  2. Realize um diagnóstico completo da situação financeira do seu negócio;

  3. Faça um planeamento financeiro a curto e longo prazo, que inclua projeções financeiras, assim como previsões de resultados e de eventuais problemas;

  4. Garanta um fundo de maneiro, isto é, uma reserva de emergência da empresa, capaz de cobrir alguns custos por, pelo menos, alguns meses, em caso de alguma dificuldade ou problema inesperado. Quanto maior for este fundo de maneio, maior será a segurança da empresa;

  5. Opte por um seguro de crédito para empresas, que cubra possíveis dívidas de clientes;

  6. Avalie de forma constante a situação económica da empresa;

  7. Trace estratégias ajustadas à realidade do negócio.

Avaliar a saúde financeira não só é essencial para avaliar internamente a situação da sua empresa, como para outro tipo de cenários e oportunidades de crescimento, como a possibilidade de investimentos, M&A (Fusões e Aquisições) ou de escalar um negócio.

Pretende investir numa determinada empresa, mas não sabe qual o seu nível de saúde financeira?

O Racius poderá ajudá-lo a obter as respostas de que necessita, ao possibilitá-lo aceder a informações de mais de 1 Milhão de empresas em Portugal, em diferentes indicadores financeiros, como Volume de Negócios, Resultados e Rácios de Gestão. Consegue, até, saber quais as empresas em processo de insolvência, de diferentes CAE (Código de Atividade Económica.

Aceda aos relatórios das empresas relativos a 2021 e opte pelo plano de subscrição mais favorável, nomeadamente Relatórios Financeiros Detalhados a partir de 14€ + IVA.

Qual é a evolução da empresa?

Através do relatório financeiro resumido poderá comparar vários anos da sua evolução

Categorias

Uma empresa tem dívida fiscal?

Através do relatório corporativo, poderá consultar o estado da empresa e seu histórico