Fusões e Aquisições ou M & A - o que é?

Blog / Empreendedorismo / Fusões e Aquisições ou M & A - o que é?
20 de Outubro de 2022
Fusões e Aquisições ou M & A - o que é?

Num mundo cada vez mais globalizado, onde se assiste a desafios diários por parte das empresas, é essencial que estas se adaptem, a fim de se tornarem mais competitivas e bem sucedidas. As fusões e aquisições (M&A) podem ser uma oportunidade para o fazer! Entenda o que é M&A e quais as vantagens e desvantagens das fusões e aquisições

Se tem uma empresa ou pretende abrir, torna-se óbvio que um dos seus principais objetivos é que esta seja lucrativa, atendendo às necessidades do público-alvo. Por outro lado, mesmo que possua um negócio rentável e saudável, pode ter como objetivo elevá-lo a outro patamar, através de estratégias para escalar o seu negócio ou a partir de fusões e aquisições.

Fusões e aquisições ou M&A - o que é?

Traduzindo de forma literal, “M&A” significa “Mergers and Acquisitions”, isto é, fusões e aquisições de duas ou mais empresas, com o objetivo de potenciar e valorizar o negócio, a partir da ideia de que duas empresas juntas podem ser bastante mais produtivas, eficientes e lucrativas se trabalharem em conjunto.

Qual a diferença entre fusão e aquisição?

Por norma, num processo de fusão as duas empresas juntam-se para formar apenas uma, enquanto que num processo de aquisição, uma das empresas compra a outra. Ambos os processos envolvem bastantes flutuações no mercado, nomeadamente no que diz respeito ao valor das ações.

  • Aquisição de empresas

Para uma empresa poder adquirir outra, a chamada “empresa-alvo”, tem de comprar, pelo menos, 50% do capital da empresa-alvo, para que possa ter uma participação maioritária e controlo direto sob a mesma. De igual modo, a empresa adquirente herda não só os direitos como as obrigações (todas as dívidas associadas).

O grande objetivo deste tipo de transação é apostar no crescimento da empresa adquirente e/ou ganhar maior eficiência e oportunidade de expansão no mercado, mantendo a sua estrutura e designações.

Existem diferentes tipos de aquisição, ou seja, este processo pode ocorrer de duas formas distintas: a partir da compra de ações ou através da compra de ativos e de forma amigável (quando existe cooperação entre as partes) ou mais agressiva (em oposição à vontade da empresa adquirida).

Alguns dos exemplos mais conhecidos passaram pela aquisição do Youtube pela gigante Google, assim como a compra do Instagram pelo Facebook.

Vantagens do processo de aquisição de empresas

  • Crescimento rápido da empresa, ao nível das receitas;

  • Custos reduzidos;

  • Menos riscos associados;

  • Crescimento da quota de mercado (market share);

  • Complementariedade

  • Maior eficiência;

  • Redução do nível concorrencial.

Por outro lado, e como em todas as transações, também existem alguns riscos associados, entre os quais a dificuldade dos colaboradores aceitarem e se adaptarem a todas as mudanças, de forma ágil, bem como a existência de um posicionamento pouco claro no mercado.

  • Fusões de empresas

As fusões de empresas, por norma, ocorrem entre dois ou mais negócios de tamanhos semelhantes, que dão origem a um grupo, geralmente, com um novo nome de empresa.

Em termos práticos, é gerada uma nova empresa, através de um processo de reorganização empresarial, em que são fundidas as boas práticas de cada uma, com o objetivo de produzir melhores resultados.

Existem diferentes tipos de fusão, no que diz respeito ao mercado e oferta de produtos das empresas envolvidas nas transações:

  • Fusão horizontal: junção de empresas do mesmo segmento, que oferecem soluções semelhantes, com o objetivo de aumentar a quota de mercado;

  • Fusão vertical: entre duas empresas de negócios complementares;

  • Conglomerado: fusão entre empresas de segmentos completamente distintos, com o objetivo de diversificar o negócio, ao investir noutro mercado;

  • Fusão de extensão de mercado ou produto: junção de negócios com produtos semelhantes, mas em mercados diferentes, com o objetivo de amplificar a base de dados dos seus clientes e posição do mercado. Ou, por outro lado, operação entre empresas que produzem artigos que se relacionam entre si, atuando no mesmo mercado, criando possíveis soluções complementares.

Vantagens de um processo de fusão

  • Redução dos custos de produção e operacionais;

  • Condições de negociação mais favoráveis;

  • Posicionamento em novos mercados mais rápido;

  • Complementaridade da oferta;

  • Aumento da quota de mercado;

  • Maior valor de receitas;

  • Menores riscos associados.

Assim como o processo de aquisição, as fusões também acarretam alguns riscos, nomeadamente no que respeita à dificuldade em unificar os processos das empresas envolvidas no processo, bem como alcançar um “meio termo” entre as culturas das diferentes empresas, que pode gerar possíveis crises e embates entre visões e práticas.

Antes de optar por um dos processos, assim como definir as “empresas-alvo”, é imprescindível que os Empreendedores definam quais os seus objetivos de crescimento, através de KPIs, façam um balanço das vantagens de cada transação, estejam cientes dos riscos e dificuldades associados e conheçam as empresas em questão.

Para fazer esse exercício, é fundamental conhecer detalhadamente a situação financeira das empresas em questão, isto é, aquelas em que se pode associar num processo de M&A. Mas como?

Temos a ferramenta essencial para si! O Racius poderá ser uma ajuda fundamental para conhecer a saúde financeira e económica de mais de 1 Milhão de empresas em Portugal, no que diz respeito a diferentes indicadores financeiros, entre os quais o Volume de Negócios ou Resultados Operacionais.

Pode aceder aos relatórios das empresas em 2021, assim como escolher o plano de subscrição mais favorável aos seus objetivos, incluindo Relatórios Financeiros Detalhados a partir de 14€ + IVA.

Em suma, as operações de M&A permitem que as empresas alcancem resultados mais favoráveis e expandam os seus negócios, de forma ágil e menos dispendiosa (comparando com um processo típico de crescimento), a partir da otimização dos seus processos e redução de riscos.

Faça agora uma análise da sua concorrência

Escolha até 6 empresas do mesmo ou diferentes setores de atividade para integrar o comparativo de forma a comparar, por exemplo, a sua empresa e os seus concorrentes.

Categorias

Qual é a evolução da empresa?

Através do relatório financeiro resumido poderá comparar vários anos da sua evolução