O que é a Matriz BCG e porque deve utilizar no seu negócio?

Blog / Empreendedorismo / O que é a Matriz BCG e porque deve utilizar no seu negócio?
8 de Setembro de 2022
O que é a Matriz BCG e porque deve utilizar no seu negócio?

É essencial que as empresas façam, de forma constante, uma análise do desempenho dos seus produtos, serviços e mesmo da própria empresa em si, de modo a poderem avaliar se estão no rumo certo e tomar decisões relevantes. Já conhece a Matriz BCG? Saiba porque deve começar a utilizar já hoje no seu negócio!

O que é a Matriz BCG?

A matriz BCG é um modelo de planeamento, criado por Bruce Henderson em 1970 para a empresa Boston Consulting Group (BCG), com o objetivo de auxiliar a análise do desempenho dos seus produtos ou serviços relativamente ao mercado.

Colocando por outras palavras, a matriz BCG estuda o ciclo de vida de um produto, de acordo com quatro categorias, tendo em consideração a taxa de crescimento do mercado, assim como a quota de mercado relativa. Esta ferramenta é muito utilizada nos dias que correm.

Como aplicar a matriz BCG?

A matriz BCG é dividida em dois eixos diferentes:

  • Taxa de crescimento do mercado

Calcula-se pela comparação do volume de mercado atual com o volume num determinado período de tempo, como mostra a equalção seguinte:

Taxa de crescimento =  volume atual - volume anterior / volume anterior x 100%

  • Quota de mercado relativa

Calcula-se através da divisão das as vendas da empresa pelas vendas totais no mercado.

Os produtos são posicionados na matriz, de acordo com a sua performance nestes dois eixos. Posto isto, para utilizar este método de análise de desempenho, o primeiro passo a seguir deve passar pela recolha destes dados, relativamente aos produtos ou serviços que pretende avaliar, de forma a garantir uma análise o mais correta e realista possível.

Considerando o quadrante onde se posiciona, é associado a uma das 4 categorias:

  • Cão rafeiro: baixa quota de mercado + baixa taxa de crescimento do mercado

Este tipo de produtos representam o pior cenário num ciclo de vida de produto, tendo em conta a sua quota de mercado baixa e margem de crescimento baixa.

Como tal, são aqueles produtos que os empreendedores devem optar por desistir, se avaliarem que o investimento não trará resultados suficientemente positivos, que os façam transitar de categoria e atingir o lucro esperado.

Se as possibilidades de crescimento forem remotas ou envolverem muitos recursos (nomeadamente tempo e dinheiro), o aconselhável será mesmo mudar de solução e focar-se noutro tipo de artigos, para evitar maiores prejuízos para a empresa, ao nível monetário e em termos de branding do negócio.

Solução: reformular o produto ou desistir da ideia;

  • Ponto de Interrogação: baixa quota de mercado + alta taxa de crescimento do mercado

Tal como o próprio nome indica, são produtos com bastante incerteza relativamente a passos futuros.

Embora o mercado em que estão inseridos esteja em crescimento, os produtos ainda representam uma baixa quota de mercado, o que não quer dizer que seja algo negativo, uma vez que é normal que isso aconteça nos primeiros meses de vida do artigo, em que ainda não conquistou uma audiência.

Posto isto, é importante refletir acerca de outro conjunto de fatores, tendo em conta que, mesmo que a estratégia de marketing e vendas esteja desenhada para atingir o sucesso, essa prosperidade pode demorar algum tempo até ser atingida, pelo que é importante aguardar pelo feedback dos consumidores e, caso o cenário se mantenha a longo prazo, reavaliar a estratégia, de modo a torná-los “Estrelas”.

Solução: investir em estratégias que visem ganhar quota de mercado ou desistir;

  • Estrela: alta quota de mercado + alta taxa de crescimento do mercado

Por falar em “Estrelas”, estes produtos ou serviços, numa visão global, representam aqueles produtos “líderes”, que estão a gerar um alto volume de vendas, a partir de um elevado investimento no seu crescimento.

Este grupo passa por grandes desafios diários, quer para manter esta posição como para chegarem ao nível seguinte, de “Vaca Leiteira”, embora, na maioria das vezes, sejam capazes de ultrapassar esses desafios, conquistando os clientes e permanecendo nesta posição durante longos períodos de tempo.

Por outro lado, é importante manter a atenção focada no mercado, de forma a assegurar que continua a acrescentar valor aos clientes, até que este tipo de produtos se torne uma referência.

Solução: continuar a investir para manter a liderança;

  • Vaca Leiteira: alta quota de mercado + baixa taxa de crescimento do mercado

A posição de “Vaca Leiteira” representa o nível que as empresas mais desejam alcançar, uma vez que é a fase onde os produtos são percecionados com grande qualidade, atingindo uma elevada e positiva reputação com os clientes.

Assim, acaba por ser a fase mais “estável” do ciclo de vida dos produtos, em que já não é necessário investir fortemente na equipa, vendas ou marketing para atingir bons resultados.

No entanto, não pode dar esta situação favorável como garantida, uma vez que o sucesso não é algo adquirido e tem de ser construído diariamente. Como tal, é importante estar atento e preparado para uma eventual mudança no mercado, como as alterações nas necessidades dos clientes, concorrência e outro tipo de fatores, de modo a evitar baixar a quota de mercado e tornar-se um “Cão Rafeiro” ou um “Ponto de Interrogação”.
Solução: Rentabilizar o lucro.

Como vê, é possível e comum que os produtos troquem de posições na Matriz BCG, de forma frequente, podendo passar pelas 4 fases, mais do que uma vez.

A matriz BCG, mais do que posicionar os seus produtos no respetivo ciclo de vida, auxilia a retirada de inputs relevantes, que facilitam a tomada de decisão por parte dos gestores e definição de estratégias adaptadas a cada fase.

Para isso acontecer, é fulcral estar constantemente a avaliar certos indicadores, que lhe permitam avaliar a performance do seu produtos e tomar decisões ajustadas a esses dados, nomeadamente, desistir do produto se este for considerado como um “Cão Rafeiro” na matriz BCG, por exemplo.

Algumas das principais vantagens e desvantagens da matriz BCG:

Vantagens

- Entender os principais fatores que levam ao sucesso da empresa;

- Analisar possíveis problemas ou bloqueios, que devem ser resolvidos;

- Perceber qual o ciclo de vida de cada produto;

- Base para a criação de novas estratégias para a empresa, desde novas campanhas ou produtos;

- Ajuda na tomada de decisões;

- Análise concorrencial, que poderá trazer algumas vantagens competitivas.

Desvantagens

-Tendo em conta que apenas considera 2 fatores principais na análise - a quota de mercado e a taxa de crescimento do mercado - acaba por poder trazer resultados redutores e enganadores, uma vez que não considera outros fatores impactantes no sucesso ou insucesso. Por exemplo, um “Cão Rafeiro” pode trazer mais resultados no futuro que uma “Estrela” ou “Vaca Leiteira”, embora estes 2 dados não reflitam isso.

Apesar da Matriz BCG poder influenciar a tomada de decisões precipitadas, é uma excelente ferramenta de apoio aos empreendedores, principalmente aos gestores de marketing ou produto, permitindo analisar os produtos comercializados, a partir da identificação de alguns fatores cruciais para o sucesso no mercado.

É uma ferramenta bastante prática, simples e que pode e deve ser utilizada diariamente, nomeadamente, complementando com outro tipo de dados e ferramentas de análise, como análise SWOT, PEST, Marketing-Mix ou o Ciclo de Vida do Produto.

De forma a poder retirar os dados da quota de mercado, taxa de crescimento ou mesmo analisar outros indicadores de desempenho dos seus concorrentes e do próprio mercado pode recorrer ao Racius! A partir desta ferramenta, poderá ter acesso a um conjunto variado de indicadores relevantes, relatórios, estatísticas e muito mais, de mais de 1 milhão de empresas portuguesas, através de Relatórios Financeiros Detalhados a partir de 14€ + IVA. Conheça todos os planos de subscrição do Racius e opte pelo mais adequado aos seus objetivos!

Qual é a evolução da empresa?

Através do relatório financeiro resumido poderá comparar vários anos da sua evolução

Categorias

Uma empresa tem ações em tribunal?

Através do relatório corporativo, poderá consultar todo o histórico de ações em tribunal