O que é o Business Model Canvas ou Modelo de Negócio Canvas e como fazer?

Blog / Financeiro / O que é o Business Model Canvas ou Modelo de Negócio Canvas e como fazer?
17 de Janeiro de 2023
O que é o Business Model Canvas ou Modelo de Negócio Canvas e como fazer?

O Modelo de Negócio Canvas ou Business Model Canvas é uma ferramenta essencial para transformar as ideias e conteúdos de um plano de negócios, num diagrama visual e simplista. Já conhece este modelo de negócio? Descubra mais sobre a ferramenta Canvas!

O Business Model Canvas, traduzindo para português, é uma ferramenta de gestão estratégica, desenvolvida pelo suíço Alexander Osterwalder e Yves Pigneur nos anos 2000, com a contribuição de mais de duzentos consultores e empresários do mundo inteiro.

Hoje em dia, é considerada uma ferramenta incrivelmente poderosa para empresários e proprietários de empresas que procuram compreender como funcionam as suas empresas, uma vez que fornece uma representação da estratégia, operações, atividades-chave, finanças, e objetivos de uma empresa, de forma visual.

Ao ter todos estes pontos descritos de forma visual, é mais fácil para os empreendedores identificar possíveis áreas de melhoria, assim como criar planos de ação para alcançar os seus objetivos.

Veja de perto em que consiste este modelo de negócio e como o pode ajudar a construir uma ideia de sucesso.

Mas o que é modelo canvas e qual sua importância para um plano de negócios?

O Business Model Canvas é descrito por muitos como um diagrama simples, uma vez que permite descrever os conceitos mais relevantes acerca de um negócio numa única página.

Assim, é desenhado um quadro e é dividido em nove componentes que cobrem as quatro áreas, consideradas as principais, de um negócio:

  • o que (oferta);
  • quem (cliente);
  • como (infraestrutura);
  • quanto (finanças).

Não tem de se limitar à utilização de texto para o preencher, pode também utilizar desenhos. Desta forma, olhando para o diagrama, é possível compreender de maneira rápida todos os seus nove blocos e fazer comparações e relações entre eles.

Esta ferramenta não é somente ideal para quem está a iniciar um negócio, mas também para quem já tem uma empresa estabelecida e quer perceber de que forma está posicionada ou pode evoluir, servindo de apoio para futuras implementações.

Por exemplo, para os empreendedores, o Business Model Canvas pode ser útil numa fase inicial de identificação de propostas de valores para os diferentes segmentos de clientes. Por outro lado, quem já tem um negócio pode perceber se está a ir pelo caminho mais adequado ou se pode economizar esforços em alguns fatores para investir noutros mais relevantes.

Qual a importância do Business Model Canvas ou Modelo de Negócio Canvas?

O Business Model Canvas não substitui um plano de negócios, mas pode ser uma forma mais interativa e prática de visualizar todos os pontos abordados no plano de negócios, servindo como complemento ao mesmo.

Em termos práticos, o Canvas permite mostrar como uma empresa funciona, facilitando a definição de ideias e a organização das ações a tomar, através de uma representação gráfica de um conjunto de variáveis, que descrevem os vários fatores de um negócio.

Vantagens do Modelo Canvas

  • Pensamento visual;
  • Visão sistematizada;
  • Simplicidade;
  • Aplicabilidade;
  • Possibilidade de co-criação;
  • Fácil interpretação.

Quais as principais situações onde o Business Model Canvas pode ser utilizado?

  • Momentos de partilha da visão global do negócio com os colaboradores, para que todos consigam visualizar seu próprio papel e o funcionamento geral da organização;
  • Discussão de ideias entre sócios e gerentes da empresa, de maneira a facilitar a discussão e visualização de diferentes perspetivas, descomplicando o processo de tomada de decisão;
  • Na atração de investidores, para dar a conhecer o negócio de forma rápida e direta.

Como elaborar um Modelo de Negócio Canvas?

Como já foi referido, este Business Model consiste num quadro com nove blocos, que representam como a empresa pretende atuar e gerar valor aos clientes e que estão divididos em 4 segmentos-chave (clientes, infraestrutura, oferta, finanças).

Existem vários “Business Canvas template” que pode descarregar, em formato PDF ou imagem, e adaptar para criar o seu próprio modelo de negócio.

Sugerimos que imprima o modelo e preencha as diferenças áreas com  post-its/autocolantes, até completar o diagrama. É normal que exista a necessidade de realizar alguns ajustes e mudanças e os post-its facilitam essas transições. Para além de facilitar a visualização por parte de todos, possibilita a co-criação de outros elementos da equipa.

Como preencher o Business Model Canvas?

1. Proposta de valor  (Value proposition)

Defina qual a proposta de valor do seu negócio (UVP - Unique Value Proposition), isto é, explicar qual o produto ou serviço que pretende entregar aos seus potenciais clientes, que permita criar uma relação única de interesse e benefício por parte deles. Deve ser uma única frase e que o diferencie dos concorrentes.

2. Segmento de clientes (Customer segments)

Identifique qual o seu target de clientes, ou seja, quais os segmentos de clientes que pretende alcançar. Para facilitar esta definição, pode utilizar diferentes critérios de segmentação, entre os quais: segmentação geográfica, segmentação demográfica, segmentação comportamental ou segmentação psicográfica.

3. Canais (Channels)

Em que canais de distribuição deve estar presente? E que canais de comunicação pode utilizar? E canais de vendas? Tendo o seu target bem definido, deve pensar como é que poderá chegar aos seus clientes e como é que estes podem interagir com o seu negócio nas diferentes fases de compra.

4. Relacionamento com clientes (Customer relationships)

Como é que pode criar uma boa relação com os seus clientes? Pense em estratégias que permitam que os seus clientes escolham os seus produtos ou serviços em detrimento dos seus concorrentes, pelo valor acrescido que acrescentam. Para isso, sugerimos que se foque em criar uma boa experiência de compra e pós-compra.

5. Recursos-chave (Key Resources)

Analise quais os ativos necessários para cumprir a sua proposta de valor e colocar o negócio em funcionamento. Deve incluir tanto os ativos fixos tangíveis (físicos) como os ativos intangíveis (sem propriedade física).

6. Atividades-chave (Key activities)

Descreva quais as atividades mais importantes para o negócio funcionar de forma eficiente.

7. Parcerias-chave (Key Partners)

Indique os principais  fornecedores e parceiros necessários para ajudar o seu negócio a entregar a oferta de valor.

8. Receitas (Revenue streams)

Defina qual o seu modelo de custos, identificando qual o preço dos seus produtos ou serviços. Pode considerar diferentes modelos e fontes de receitas: aluguer, assinatura, licença, entre outras.

9. Estrutura de custos (Cost Structure)

Determine todos os gastos na operacionalização de seu negócio, considerando os custos com canais, recursos, atividades e parcerias.

 

Importa salientar que este modelo de negócio é apenas uma ferramenta de apoio e que o seu principal objetivo é auxiliar na tomada de decisões. Para isso acontecer, deve estar bem alinhado com a estratégia e plano de negócio da empresa, previamente definidos.

Faça agora uma análise da sua concorrência

Escolha até 6 empresas do mesmo ou diferentes setores de atividade para integrar o comparativo de forma a comparar, por exemplo, a sua empresa e os seus concorrentes.

Categorias

Qual é a evolução da empresa?

Através do relatório financeiro resumido poderá comparar vários anos da sua evolução