Tipos de liderança: 7 principais estilos e as suas características

Blog / Empreendedorismo / Tipos de liderança: 7 principais estilos e as suas características
18 de Janeiro de 2023
Tipos de liderança: 7 principais estilos e as suas características

Existem diferentes tipos de liderança que as organizações podem adotar para gerir as suas equipas. Entenda quais os estilos de liderança mais comuns, a importância de um bom líder no sucesso do seu negócio.

O que é liderança?

A liderança é um conceito que pode ser definido de diferentes maneiras, uma vez que tem acompanhado a evolução da humanidade e, como tal, tendo vindo a ser descrito por variados autores.

Reunindo algumas das opiniões mais relevantes, a liderança pode ser descrita como a capacidade de motivar e estimular as ações, decisões e comportamentos de alguém, de forma positiva e construtiva, para cumprir um objetivo ou uma meta estabelecida.

Esta capacidade pode ser inata ou adquirida, isto é, mesmo que um líder tenha uma predisposição inata para liderar, esta habilidade deve ser trabalhada.

A liderança pode ser aplicada no dia a dia de qualquer pessoa (nos relacionamentos familiares ou entre amigos, por exemplo), embora seja nas organizações que esteja a ter um especial destaque nos últimos anos, uma vez que se tem vindo a perceber o impacto que poderá ter na produtividade das equipas.

Embora, por norma, seja associada diretamente a cargos de gestão, acredita-se que a liderança deve ser aplicada a todos os elementos de uma equipa, para que todos se sintam líderes nas suas tarefas e desempenhem as suas funções com foco nos objetivos e metas definidas.

Por outro lado, se a liderança não for encarada com real importância ou se for aplicada de forma deficiente, poderá afetar negativamente a motivação dos colaboradores e a produtividade das equipas.

Quais os tipos de liderança?

Existem diversos estilos de liderança, pelo que é importante conhecer os principais tipos de liderança existentes, para que possa analisar qual/quais os melhores modelos a adotar na sua organização e com a sua equipa.

Cada estilo tem as suas próprias características. Para o descrever, são reunidos os principais comportamentos de um líder nesse tipo de liderança.

No entanto, é importante realçar que, na prática, um bom líder não tem de seguir apenas um estilo de liderança, pode seguir vários estilos para diferentes ações. Adicionalmente, pode evoluir o seu estilo de liderança e ir mudando ao longo do tempo.

Conheça quais são os tipos de liderança mais utilizados hoje em dia!

1 – Liderança democrática

O estilo de liderança democrática é dos estilos mais utilizados atualmente, tendo em conta os resultados positivos que tem apresentado, quer a nível de equipa como de resultados individuais.

Como indica o próprio nome, neste tipo de liderança as equipas são estimuladas pelo líder a assumir mais responsabilidades e participar diretamente na estratégia do negócio, enquanto a figura de líder atua com facilitador e direcionador.

Com esta liderança participativa, os colaboradores são estimulados a colaborar em equipa e partilhar conhecimento, o que traz mais confiança para todos e, consequentemente, maior produtividade.

Um líder democrático faz questão de manter o bom relacionamento entre cada membro, tornando o ambiente do local de trabalho agradável.

2 – Liderança autocrática

Apesar de ser considerado um conceito mais “conservador”, a liderança autocrática é, ainda, uma forte presença em empresas com uma cultura empresarial mais fechada, comum de empresas com bastantes anos de antiguidade.

Numa liderança autocrática, todas as ideias, planos e ações são tomadas por uma única pessoa, a que chamam de “líder” e que age com autoridade, impondo regras e ordens, sem exercitar o diálogo com e entre os colaboradores.

Assim, as equipas não têm autonomia sobre as suas ações, uma vez que apenas podem e devem seguir o que é dirigido pelo líder autoritário, uma figura que é temida pela equipa, tendo em conta a sua liderança autoritária.

Hoje em dia, principalmente os profissionais mais jovens, têm vindo a perceber que este tipo de liderança pode dificultar a obtenção de resultados, uma vez que retira a participação e liberdade dos colaboradores. Adicionalmente, o medo e a autoridade dificultarão o alcance dos objetivos e poderá mesmo levar à rotura de ligação entre os colaboradores e a empresa.

3 – Liderança estratégica

Uma liderança estratégica tem por base uma estratégia para gerir diferentes pessoas e personalidades, com o objetivo de encontrar novas oportunidades de crescimento e resultados para a empresa, assim como para a equipa.

Complementarmente, o seu objetivo passa também por encontrar novos caminhos para fazer crescer, tanto a empresa como a equipa. Para isso, torna-se necessário desenvolver as competências de cada indivíduo.

Quando a equipa é grande, este tipo de liderança pode ser mais difícil de implementar.

4 – Liderança transformacional

A “transformação” é a palavra de ordem deste tipo de liderança. O líder é visto como um “role model” ou modelo para a equipa, uma vez  que os incentiva e ajuda a capacitar para que atinjam grandes resultados, pensando “fora da caixa”.

Desta forma, ao serem constantemente estimuladas e desafiadas, as equipas acabam por querer superar-se a cada dia, ganhando motivação diária, o que torna este modelo de liderança cada vez mais utilizado.

Por outro lado, o líder deve ser capaz de gerir todos os processos e tarefas envolvidas, enquanto desenvolve a equipa, o que pode tornar-se desafiante.

5 – Liderança transacional

Um líder transacional é aquele que se foca puramente no desempenho das equipas e nos resultados. Para isso, as equipas são incentivadas através de recompensas com resultados positivos. Por outro lado, os resultados negativos são também punidos.

O seu principal objetivo é atingir a eficiência, com metas claras, mensuráveis e bem definidas, ao invés de procurar o desenvolvimento de cada elemento.

6 – Liderança burocrática

Também típico de uma cultura de empresa mais conservadora e tradicional, o modelo de liderança burocrática segue metodologias dos livros e crenças mais tradicionais, em que o líder não abdica das suas próprias opiniões em prol do grupo.

Assim, o líder tende a ser uma pessoa resistente às mudanças e à inovação, não dando liberdade e autonomia à equipa para participar nas decisões.

7 – Liderança Laissez-faire

A liderança Laissez-faire significa “deixar fazer”, descrevendo a atitude do líder ao proporcionar autonomia e liberdade aos colaboradores da sua equipa para inovar e procurar novas soluções, sem necessidade da sua autorização.

Autonomia com autorresponsabilidade são as palavras de ordem, que fazem com que os colaboradores se sintam mais produtivos e motivados para criar e inovar.

No entanto, o líder deve garantir que essa liberdade é contrabalançada com resultados. Para isso, é importante que o líder tenha uma atitude direcional.

Qual é o melhor tipo de liderança?

A verdade é que não existe um tipo de liderança mais adequado. Existem sim diferentes estilos de liderança que devem ser adaptados ao tipo de organização, situação, equipa e às próprias mudanças do dia a dia.

Um bom líder é aquele que se adapta e evolui no seu estilo de liderança durante a sua vida.

Em contrapartida, podemos dizer que hoje em dia os estilos de liderança burocráticos e autocráticos têm tido cada vez mais críticas e é cada vez mais difícil aplicá-los na sociedade atual, composta por profissionais mais jovens, com vontade de aprender, criar e ser felizes no trabalho.

Qual é o objetivo de um líder?

O objetivo de um líder deve passar, não só por atingir os resultados da empresa, como também ser um apoio e uma inspiração para a sua equipa, procurando desenvolvê-los enquanto profissionais e indivíduos.

Por vezes, o conceito de “líder” e de “chefe” são misturados, uma vez que um chefe pode ser “apenas” um chefe e não ser visto como “líder” pelos seus colaboradores. Um verdadeiro líder é respeitado e identificado consciente ou inconscientemente pela sua equipa como tal.

Geralmente, os chefes são as figuras formalmente responsáveis pela gestão da equipa para atingir os resultados. Mas o ideal será que os chefes sejam em simultâneo líderes, atuando de forma justa, ponderada e inspirando todos a darem o seu melhor.

Quais são as principais características de um líder?

1. Priorizar as tarefas;

2. Escutar os colaboradores;

3. Ser aberto;

4. Ter Capacidade de relacionamento com a equipa e diferentes stakeholders;

5. Estimular a colaboração entre todos;

6. Incentivar a partilha de conhecimentos, técnicas e habilidades;

7. Procurar estar atualizado e formar-se;

8. Ter automotivação e procurar motivar diariamente a equipa;

9. Procurar dar o exemplo;

10. Adaptar-se a diferentes situações, de forma criativa.

 

Atualmente, o coaching é uma forma de entender mais sobre o comportamento das pessoas e utiliza algumas técnicas para ajudar os líderes a gerir diferentes personalidades, procurando descobrir qual a liderança mais eficaz para a sua equipa, tornando-se um “líder coach”.

Por fim, é esperado que a liderança e gestão andem de mãos dadas para atingir os resultados esperados, embora seja importante perceber quais as suas diferenças e como se podem complementar.

Faturação, Custos e Resultados

O Racius permite obter informação atualizada sobre a saúde financeira de uma empresa

Categorias

Uma empresa tem dívida fiscal?

Através do relatório corporativo, poderá consultar o estado da empresa e seu histórico