Gestão e liderança: principais diferenças

Blog / Empreendedorismo / Gestão e liderança: principais diferenças
18 de Janeiro de 2023
Gestão e liderança: principais diferenças

É comum acharmos que gestão e liderança são sinónimos, embora sejam conceitos distintos. Sabe o que significa ser um líder? E um gestor? Descubra a diferença entre gestão e liderança e como pode aplicar estes dois conceitos no contexto da sua empresa.

Qual a diferença entre gestão e liderança?

De certeza que já lhe aconteceu ouvir alguém referir-se a um colega como “gestor” ou como “líder”, apenas pela sua posição na empresa, provavelmente, sem perceber muito bem o que liderança é e qual a diferença entre estes dois conceitos. Embora um gestor possa ser um líder e um líder possa ser um gestor, nem sempre acontece nem tem de acontecer dessa forma.

Geralmente, as pessoas confundem ambos os conceitos, mas é importante clarificar em que consiste cada um e quais as suas diferenças, até porque tanto é fundamental que as empresas tenham bons gestores como bons líderes para que as equipas trabalhem com eficiência.

O que é Gestão?

O conceito de Gestão tem sido definido nos últimos anos por diferentes autores, em variados contextos, desde relacionado com a vida organizacional e profissional como com a vida pessoal.

Na verdade, apesar de não ter começado a ser utilizado o termo propriamente dito nessa altura, desde os primeiros séculos que a humanidade começou a praticar este conceito, ao construir e conquistar cidades e impérios.

Anos mais tarde, começou-se a investigar o aumento da produtividade a partir da divisão do trabalho, ganhando um caráter mais científico.

No início do século XX, começou-se a falar de outros tipos de conceitos, entre os quais o planeamento, controlo, custos de produção, padronização e outro tipo de termos, que se começaram a associar a figuras denominadas de “gestores”.

A partir daí, foram surgindo teorias, por parte de Engenheiros e Economistas reconhecidos, como Frederick Taylor e Max Weber, com vista a aumentar a produtividade das empresas, através de estratégias e processos de gestão.

Em todas essas definições, “Gestão” acaba por estar ligada diretamente a outros conceitos, como “controlo”, “estratégia” ou “responsabilidade”.

Segundo o dicionário de Oxford, gestão corresponde à “atividade de controlar ou administrar uma empresa ou outro tipo de organização”, assim como recursos, pessoas ou qualquer tipo de objeto, com um determinado fim.

Ao nível operacional, a gestão é aplicada diariamente nas empresas, através da definição e avaliação prioridades, na tomada de decisões de contratação, demissão, remuneração e mesmo na organização das tarefas e dos desafios do dia a dia.

Qual é o papel de um gestor?

Um gestor é responsável por trazer clareza e orientação às equipas, servindo como apoio, e mesmo guia para estimular o trabalho em equipa, a colaboração e o alcance dos resultados. Um gestor deve traçar o caminho e mostrar aos colaboradores como chegar aos resultados esperados.

Para tal, um bom gestor deve ter algumas características fundamentais:

  • Estimular o crescimento e desenvolvimento;
  • Orientação para resultados;
  • Capacidade de dar feedback construtivo;
  • Analisar e avaliar resultados;
  • Capacidade de delegar;
  • Organizar e coordenar as tarefas, com base em prioridades;
  • Resolução de problemas (solucionar);
  • Espírito de equipa;
  • Visão estratégica;
  • Tomada de decisões.

Existem diferentes tipos de liderança, tendo em conta os variadíssimos contextos em que pode ser aplicada, como a gestão de pessoas, gestão de processos, gestão operacional, gestão de tempo, gestão de produtividade, gestão de projetos ou a gestão estratégica.

Qual é a diferença entre gestão e liderança?

Em contexto organizacional, um gestor acaba por ser aquele que ocupa um lugar de gestão, embora os restantes colaboradores também devam gerir o seu trabalho diário. Em contrapartida, um líder não é uma posição, mas mais uma atitude, a atitude de liderar.

Os líderes inspiram e motivam as pessoas, independentemente de sua posição no organograma da empresa. Um gestor pode ser um bom líder, mas um líder não tem de ser necessariamente um gestor.

Pode-se considerar que os gestores são mais orientados para resultados operacionais e na forma como podem guiar a equipa a obtê-los e os líderes para o desenvolvimento, crescimento e capacitação das pessoas a longo prazo.

Veja em que consiste a liderança e quais os principais estilos de liderança neste artigo.

O que une a gestão e a liderança?

Não é por acaso que os conceitos são constantemente associados um ao outro ou até confundidos. Os líderes e gestores têm bastantes coisas em comum:

  • Querem o melhor para a equipa e para a empresa, quer ao nível de resultados como de motivação das pessoas;

  • Focam o seu trabalho nos objetivos da empresa;

  • Procuram utilizar e estimular uma comunicação bidirecional;

  • Investem no desenvolvimento das equipas, sendo que um líder pode adotar uma postura de mentor e coach dos elementos da equipa;

  • Medem o seu trabalho em diferentes KPIs (Key Performance Indicators), embora os gestores se possam focar em KPIs mais operacionais e os líderes em KPIs relacionados com o bem-estar, desenvolvimento e engagement das equipas;

  • Devem saber escutar, influenciar e guiar as equipas;

  • Valorizam a partilha de feedback.

Por que adquirir conhecimento em gestão e liderança?

O ideal será que todos os gestores se desenvolvam para uma figura de liderança, em que consiga gerir não só a parte estratégica e operacional do negócio, como ser uma inspiração e um modelo para quem o rodeia, ao procurar motivar e desenvolver as suas equipas.

É possível que alguém tenha capacidades de liderança e seja visto como um líder, mas não tenha aptidão para gestão. Como também pode acontecer o contrário.

 

Em cada um desses cenários, é possível que, quer os gestores como os líderes, se desenvolvam. Os gestores podem aprender a liderar e os líderes podem desenvolver as habilidades de gestão.

Para isso, é muito importante fazer uma análise do seu perfil e como se pode adaptar e desenvolver-se, de forma a trazer o melhor para a sua equipa.

Existe um livro denominado “O líder sem título”, do autor Robin Sharma, que passa mesmo esta mensagem de que não precisa de ser um gestor para ser um líder na sua vida e no seu trabalho. Este livro  pode ser uma boa forma de entender melhor estes dois conceitos e ajudá-lo a desenvolver-se como líder, mesmo que não seja um gestor.

Faça agora uma análise da sua concorrência

Escolha até 6 empresas do mesmo ou diferentes setores de atividade para integrar o comparativo de forma a comparar, por exemplo, a sua empresa e os seus concorrentes.

Categorias

Faturação, Custos e Resultados

O Racius permite obter informação atualizada sobre a saúde financeira de uma empresa